Gestão de TI

Conheça três planos de segurança da informação que sua empresa precisa ter!


A segurança das informações de uma empresa é uma das principais preocupações entre corporações do mundo todo, sejam elas empresas de tecnologia ou não. Para se ter uma ideia, mais de 86% dos executivas brasileiros consideram a segurança das informações como vital para o seu negócio, de acordo com uma pesquisa desenvolvida pela consultoria KPMG.

Mas, garantir proteção para ambientes virtuais não é uma tarefa fácil. Entre as diversas ações que as equipes de TI precisam tomar, existem três planos principais de segurança da informação que sua empresa deve ter. Confira:

1. Antiphishing

Antiphishing

O phishing é um golpe relativamente simples, porém, muito eficaz. Como as taxas de clique em emails de phishing são muito altas, o trabalho de prevenção e de segurança da informação da sua empresa deve englobar a proteção e a educação dos funcionários.

Para evitar que o computador do funcionário e, consequentemente, as informações da empresa fiquem comprometidas, é extremamente importante possuir uma solução eficaz na detecção de malware. Desta forma, a rede ficará protegida de infecções.

Esteja sempre informado sobre os últimos vazamentos de informações e correções de sistema. As ameaças evoluem rapidamente e as políticas de segurança anti-spam e firewall devem sempre estar atualizadas.

2. Perímetro definido por software (SDP)

Perímetro definido por software (SDP)

Outro plano de segurança que sua empresa precisa ter é o SDP (Software Defined Perimeter). Ele permite que o proprietário da aplicação proteja sua infraestrutura.

Diferentemente do perímetro tradicional, que busca montar um perímetro em torno das aplicações, o SDP o faz em torno do usuário, o que torna a proteção dinâmica e capaz de proteger os utilizadores em movimento.

Este sistema atua autenticando e validando o dispositivo, provém acesso com base na identidade de cada usuário e fornece conexões dinâmicas, permitindo acesso a determinadas aplicações somente aos utilizadores autorizados.

O principal diferencial do SDP é a integração dos componentes do modelo. Durante os testes do protótipo, ele se mostrou eficaz para barrar todas as formas de ataques de rede.

3. Gestão de vulnerabilidade

Gestão de vulnerabilidade

Uma boa gestão de vulnerabilidade não pode faltar no plano de segurança digital da sua empresa. Atualmente, os riscos de sofrer um ciberataque podem estar em qualquer lugar, até mesmo internamente.

O mapeamento da estrutura está entre os passos mais importantes para entender quais os riscos de TI a que a empresa está exposta. É importante saber quem são os funcionários e a quais sistemas eles têm acesso.

Também é preciso entender como as atividades de segurança da informação são realizadas e quais estão no processo de negócio da empresa. A partir destas informações, analise os riscos e seus impactos.

Depois de catalogados os serviços prestados pelo departamento de TI, deve-se compreender as vulnerabilidades e os riscos associados a elas. Procurar entender se as ameaças são tratadas e reportadas para os responsáveis é a melhor forma de criar processos e soluções.

Qual o plano de segurança da informação que sua empresa utiliza? Fale com um de nossos especialistas e veja quais as tecnologias que podem garantir mais proteção para as informações da sua empresa!

Comprar Tecnologia para Empresas Comprar iPad para empresas comprar Adobe Compra Microsoft comprar Oracle Comprar Red Hat Comprar VMWare Comprar Autodesk Autocad Comprar Cisco Comprar Veeam Comprar EATON
Gestão de TI
6 Dicas para você ser um melhor gerente de TI
Gestão de TI
Comece 2015 com o pé direito, otimize sua infraestrutura de TI
Gestão de TI
Sua empresa está preparada para a internet das coisas?